Gazeta do RN

Notícias/Política

‘Em 1,2 mil dias de governo, Fátima só trouxe extremismo e tristeza ao RN’, diz Fábio Dantas

Pré-candidato ao Estado ataca governadora, é rebatido pela deputada Isolda Dantas e revida: “extremista”.

‘Em 1,2 mil dias de governo, Fátima só trouxe extremismo e tristeza ao RN’, diz Fábio Dantas
Assembleia Legislativa do RN
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

“Ela está governando o Rio Grande do Norte há mais de 1,2 mil dias e trouxe, somente, mais extremismo e tristeza ao nosso povo. Se Fátima governasse nosso Estado de verdade, não precisaria escalar interlocutores para falar de um ex-vice. Ou ela quer comparar a gestão dela com um vice que nunca governou?”, questionou o pré-candidato a governador Fábio Dantas (SDD), em entrevista exclusiva ao AGORA RN nesta terça-feira 21, ao avaliar a gestão da governadora Fátima Bezerra (PT), pré-candidata à reeleição nas eleições gerais deste ano.

Segundo ele, para comparar e conhecer Fábio Dantas, é necessário que a população dê a oportunidade para ele governar o Estado como gestor, nos próximos quatro anos. “Fátima já teve essa oportunidade e fracassou em todas as políticas públicas. E não sou apenas eu quem digo. Mais da metade do povo potiguar desaprova a gestão de Fátima”, disparou.

Em sua pré-campanha Fábio Dantas tem percorrido os municípios do Estado e tem feito duras críticas e denunciado por meio de suas redes sociais a falta de estrutura e manutenção das rodovias do Rio Grande do Norte. “Dá uma tristeza ao me deparar com a situação das estradas potiguares”, disse.

Fábio, que foi o vice-governador de Robinson Faria (PL) entre 2015 e 2018, é apontado pelos petistas potiguares como um dos responsáveis pelo quebra-quebra dos cofres públicos do Rio Grande do Norte, deixando para a governadora Fátima Bezerra (PT), uma “herança maldita” de quatro folhas de pagamentos dos funcionários públicos em atraso, não ter conseguido fazer o pagamento dos consignados e fornecedores em dia e ter realizado o saque do fundo previdenciário, além de fugas e rebeliões no sistema penitenciário do Estado.

“Ele deveria ter constrangimento em se candidatar. Falta a ele competência e caráter”, disparou a deputada estadual Isolda Dantas (PT), ao falar sobre o pré-candidato ao governo do Estado, Fábio Dantas, em entrevista exclusiva ao AGORA RN, nesta terça-feira 21. Isolda ressaltou que o RN já presenciou uma “amostra” do que foi a gestão de Fábio Dantas ao lado de Robinson Faria, “e foi um desastre absoluto”.

“Na área da saúde pública faltava até cumprir o mínimo constitucional. Faltava gestão. Faltava UTI. Faltava concurso, cirurgias e salário para os trabalhadores. Eles deixaram o Rio Grande do Norte inteiro enfermo nas mais diversas áreas. Ele deveria ter constrangimento em se candidatar”, aconselhou.

Para a deputada, a segurança pública é uma área que seria melhor o pré-candidato fingir que não existiu durante a gestão Robinson-Fábio. “Prometeram ser o governo da segurança e transformaram o RN em um dos estados mais violentos do país. Fugas e rebeliões eram rotina. A força nacional de segurança vivia aqui, para tentar conter o desastre do governo Robinson e Fábio Dantas”, ressaltou.

Ela disse que Fátima Bezerra herdou, da administração de ambos, “escolas públicas sucateadas, que nunca receberam uma reforma. Por acreditar na Educação, recebiam os professores com spray de pimenta e cassetete. Porque amam a Educação, tentaram privatizar a Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). Foi Fátima quem salvou o Estado do caos deixado por Robinson e seu vice”, enfatizou.

Na avaliação da deputada estadual, Fábio Dantas é o que sobrou para representar o palanque bolsonarista no Estado. “Na falta de um nome mais competitivo e capaz, tiveram de lançar mão de alguém que nem a direita mesmo acredita, imagine o povo. É como digo: a eles só sobrou o vice de Robinson”, lamentou.

Sobre a declaração de Fábio – que afirmou votar em Bolsonaro, mas não ser bolsonarista, nem candidato do presidente da República ao governo do RN, Isolda fez uma “recomendação” ao pré-candidato.

“Era bom que ele fizesse terapia, um bom divã poderia ajudá-lo. Terapia é sempre recomendado para esses casos de crise de identidade e de consciência. Quer se descolar de Bolsonaro, mas estão unidos umbilicalmente, a começar pelo candidato deles ao Senado Federal”.

E rebateu as falas sobre as estradas potiguares. “As rodovias foram apenas um dos lugares onde eles deixaram buracos. Quem anda pelo RN, como eu ando e, gosto de dirigir, sabe a herança que o governo Fátima encontrou quando se trata das rodovias. Ele poderia escolher um buraco deixado por eles nas rodovias, nas contas do Estado, na previdência ou em qualquer outro lugar para enfiar a cara de vergonha. Isso, claro, se ele tivesse vergonha na cara”, disse.

Fábio Dantas rebateu as falas da deputada estadual e a classificou como “extremista”. “Sobre esses temas levantados pela deputada Isolda, gostaria de debater com a patroa dela. Vamos falar sobre os problemas e soluções para o RN. Desafio Fátima, em qualquer cidade ou praça pública do nosso Estado, a tratar desses problemas frente a frente, ao invés de ficar mandando recados por porta-vozes”, disparou.

Para ele, as palavras de Isolda Dantas parecem devaneios e loucuras, “de quem está desesperada pela chegada da hora do povo potiguar ser livre, tirar de vez esse governo estagnado, unido por um acordão vergonhoso, que a própria deputada disse que não engolia, e que somente serve para alimentar os sectários do ilusionismo e das mentiras partidárias”, pontuou.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é agorarn.com.br

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem para nossa Central de Atendimento.