Gazeta do RN

Blogueiro Gustavo Negreiros mente sobre bloqueio de blog “por ordem da “governadoria”

No último dia 1º de maio, o blogueiro Gustavo Negreiros utilizou seu “Blog do Gustavo Negreiros” para denunciar que o acesso à sua página estaria bloqueado para servidores que utilizam a rede da governadoria do governo do RN, no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul da capital potiguar.

Segundo a sua nota, a empresa Vectra, que administra a rede do estado, teria bloqueado o acesso ao blog em todos os computadores da rede pertencente ao Governo do RN.

“O comando foi dado pela SEARH/COTIC. Confirmamos a informação com a empresa.”, assegurou o blogueiro.

Na nota, ele ainda critica o suposto bloqueio: “é preciso ter uma mente muito tacanha, pequena, pobre, desprovida de inteligência ou qualquer senso crítico para tomar uma posição de censura, como se o acesso a informação fosse limitado a rede existente nas dependências do estado.”, diz.

Ainda, na publicação, para provar o bloqueio ele exibe uma imagem da tela do computador onde supostamente um leitor tentava acessar o seu blogue de um computador ligado à rede do estado. A imagem mostra que o acesso ao site do blogueiro é negado, sendo apresentada uma mensagem de erro.

Porém, o que chamou atenção do jornalista Paulo Silva, de GAZETA DO RN, foi o fato de na imagem é usada pelo blogueiro para provar o bloqueio, o leitor tenta acessar o endereço gustavonegreiros.com, sendo que o blogue do jornalista é registro, segundo informações da organização NIC.br, responsável pelo registro de domínios na extensão “.com.br” no país como gustavonegreiros.com.br. Portanto, a informação levantada por ele trata-se de mais uma FAKENEWS, e deve ser desconsiderada.

Veja a imagem:

Mesmo com um curso superior em comunicação social, o blogueiro menospreza as questões de ética e de apuração de informações, práticas cruciais para um jornalismo sério e democrático.

Gu, seriedade mandou lembrança, tá?

Paulo Silva

Jornalista (DRT 2022/RN), potiguar de Natal (RN), escreve na Gazeta do RN desde 2016, e no Toda Disciplina e Rede Sinal, desde 2017. Contato: [email protected]

Add comment